Início / Ensino académico e profissional / Cooperação transfronteiriça / Patrimoine et Pluralité: Politiques, Enjeux et Représentations dans...

Patrimoine et Pluralité: Politiques, Enjeux et Représentations dans le Maroc Contemporain

No âmbito do Projeto de Valorização do Património Português (FCG) e da Cátedra UNESCO em “Património Imaterial e Saberes Tradicionais: Interligar Patrimónios” realizou-se nos dias 9, 10 e 11 de janeiro de 2014, nas cidades de Marrakech e Safim (Marrocos), o Seminário Internacional Patrimoine et Pluralité: Politiques, Enjeux et Représentations au Maroc Contemporain, organizado em conjunto com a Universidade Cadi Ayyad, no contexto do curso de Mestrado Tourisme, Patrimoine et Développement durable da sua Faculdade de Letras e de Ciências Humanas.

Os objectivos e temas do Seminário foram apresentados pela Doyenne da Faculdade de Letras, Ouidad Tebbaa, pelo Prof. Filipe Themudo Barata (Universidade de Évora), Titular da Cátedra UNESCO, e pela Arquitecta e Doutoranda Ana Neno (CES-UC). Outras apresentações ficaram a cargo dos seguintes oradores: Prof. Hassam Kamil, Le regard de l´anthropologie sur le patrimoine la pluralité d´observations sur les objets patrimonialisés ; Ana Neno, Safi, cas d´étude et démarches de terrain sur l´analyse d´un patrimoine partagé; Said Chemsi, De la mosquée almoravide à la cathédrale manuéline et de celle-ci à la mosquée saâdienne; Abdallah Alaoui, Les politiques du patrimoine-de la ville au musée; João Rocha, Le portail du patrimoine Gulbenkian: á la recherche sur le terrain; rendre utile l´inventaire. As apresentações e a discussão seguinte contaram com a presença numerosa de alunos e docentes, tendo sido também discutidas, no âmbito da Cátedra, as linhas de investigação comuns a desenvolver já no presente ano.

Os trabalhos prosseguiram nos dois dias seguintes em Safim, importante porto de mar e cidade que foi tomada pelos Portugueses em 1508. Durante a ocupação portuguesa foram construídos um novo recinto amuralhado e duas estruturas fortificadas, tendo sido os irmãos Diogo e Francisco de Arruda, com Pedro Álvares, os responsáveis pelo desenho e a construção. Realizou-se também uma reunião de trabalho com as autoridades locais no Castelo de Cima onde participaram Le Directeur Régional de la Culture, Amarir Abdessalem, Mme. L´Inspectrice Régionale des Monuments Historiques et des Sites à Safi, Wafae Meddah, e M. Le Délégué Provincial du Patrimoine Culturel, Lehbib La Asfar. Foram debatidas as várias problemáticas relativas ao património material e imaterial de Safim e da sua região, tal como a definição das linhas de acção prioritárias.

Para analisar estas questões, foi ainda realizado um debate no Pólo da Universidade Cadi Ayyad em Safim que contou, para além das personalidades já referidas, com uma série de representantes das seguintes associações: Association Safi Mémoire; Association Assfou; Association Jeunesse et Coopération des Chantiers Internationaux; Association Sauvegarde des Monuments Historiques; Alliance des Safiots du Monde; Alliance Franco-Marocaine de Safi. A sessão decorreu com a moderação de Filipe Themudo Barata e João Rocha e teve uma apresentação de trabalho por parte do Directeur Régional de la Culture, Amarir Abdessalem. A sessão promoveu um amplo debate entre todos os presentes, tendo sido no final lida uma declaração sobre as próximas acções a tomar no contexto da salvaguarda do património de Safim.

Durante a estadia em Safim foi também realizada uma visita de estudo e trabalho de campo à Medina de Safim, com os alunos de Mestrado do curso Tourisme, Patrimoine et Développement durable, ministrado pela Universidade Cadi Ayyad, e o apoio das autoridades locais. Foram visitadas as estruturas do Castelo de Terra e do Castelo do Mar, bem como a Prisão, a Catedral portuguesa, o tecido urbano na Medina e a colina dos oleiros.

Sponsors